AlphaTauri deve andar com carros de 2018 e 2020 em Ímola no final de junho

A AlphaTauri deve se juntar a Mercedes, Racing Point, Ferrari e Renault na realização de testes antes do início da temporada da Fórmula 1 no próximo mês. A “nova” equipe do grid deve correr em Ímola ainda esse mês, em um momento em que o circuito italiano busca ativamente uma vaga no calendário de 2020 da F1.

A AlphaTauri vai conduzir um dia de filmagens, o que significa que a equipe irá à pista com o carro de 2020, o AT01.

Enquanto isso, a ex-sede do GP de San Marino deu mais um passo para poder receber uma prova da F1 após renovar sua licença de nível 1 essa semana. A liberação confirma que a pista está pronta para receber um GP.

A equipe geralmente usava a pista de Mizano, que também fica próxima de sua base em Faenza, para dias de teste e filmagem

Apesar da equipe ter dito que não confirma oficialmente os planos, Ímola é uma escolha lógica para o teste, marcado para 24 de junho, devido ao fato do local estar buscando uma vaga no campeonato de 2020.

A quilometragem extra daria aos italianos e à Honda informações úteis, mesmo com as restrições de não poder utilizar os compostos atuais da Pirelli. A equipe também poderia dividir as informações com sua irmã, a Red Bull.

A AlphaTauri é a segunda equipe que ceve correr com o carro atual antes do GP da Áustria. A Racing Point irá conduzir um teste em Silverstone na próxima semana.

Mas esse não é o único teste que a equipe planeja fazer antes da etapa inaugural de 2020. A AlphaTauri pretende andar com a Toro Rosso de 2018 também em Ímola, o que a permitiria correr sem limite de quilometragem, enquanto os dias de filmagem e eventos promocionais com o novo carro permitem apenas 100 quilômetros de rodagem.

Porém, a equipe ainda depende de confirmação da Honda se uma unidade de potência de 2018 é possível.

Red Bull retoma atividades na fábrica

A Red Bull anunciou hoje nas suas redes sociais o fim das férias de 63 e a retomada do trabalho na fábrica em Milton Keynes, Inglaterra. O foco da equipe agora é a preparação para o GP da Áustria, cujas atividades começam daqui três semanas.

A equipe é uma das últimas a reiniciar os trabalhos. Enquanto isso, suas duas rivais pela ponta do campeonato já estão em estágios mais avançados. A Mercedes inclusive já realizou um teste em Silverstone essa semana, enquanto a Ferrari já está com os trabalhos em andamento e planeja treinar em Fiorano antes da viagem para a Áustria.

Ainda é incerto se a Red Bull conseguirá fazer algum teste antes do início da temporada. A equipe tem um problema com o carro de 2018 que a impede de correr com ele: naquela temporada, o modelo corria com motores Renault, sendo o último ano antes da troca pela Honda. O caso foi bem retratado na primeira temporada de Drive to Survive, série da Netflix que mostra os bastidores da F1.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta