Após ver críticas de Hamilton na Austrália, Hulkenberg cobra exemplos de piloto da Mercedes

Lewis Hamilton criticou a decisão da categoria, dizendo que era chocante todos estarem ali para fazer uma corrida em meio à crise do coronavírus.

Lewis Hamilton criticou os comandantes da F1 por estarem prestes a realizar o GP da Austrália, mesmo com a crise do coronavírus, que estava apenas começando em muitos países.

O inglês recebeu muitos elogios pelas declarações, mas uma declaração em particular, “Money is King” (“Dinheiro manda”) em resposta à pergunta sobre por que a Fórmula 1 estava em Melbourne, foi uma frase que Nico Hulkenberg acredita que deveria ter um novo significado.

O ex-piloto da Renault crê que seu ex-rival da Mercedes agora tem a oportunidade de colocar suas palavras em ação, depois que os primeiros pilotos de Fórmula 1 já desistiram de parte de seu salário.

“É fácil eu fazer um comentário agora, é claro, porque não estou envolvido”, disse Hulkenberg em uma entrevista ao Auto motor und sport. O alemão estava sob contrato com a Renault até o final de 2019 e está de fora do grid de 2020.

“Acho que os pilotos precisam apoiar suas equipes, especialmente nos momentos em que as empresas precisam lutar por seus meios de subsistência”, explicou.

“Os jogadores de futebol também estão cortando parte de seus salários. Isso é mais justo com as pessoas que ganham salários, que têm que pagar uma casa. Aqueles que ganham mais, têm mais para se proteger, também devem ser mais generosos. Agora, os pilotos também são obrigados”, afirmou o alemão.

“Com seu ‘dinheiro governa o mundo’, Lewis pode ensinar uma lição”, concluiu o ex-piloto de Fórmula 1 em uma frase direta ao hexacampeão mundial.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta