Brawn diz que há “pessoas sérias” considerando comprar a Williams

Diretor esportivo da Fórmula 1 e famoso por comprar a Honda para transformá-la na Brawn GP, campeã de equipes e pilotos da temporada 2009, Ross Brawn disse que há algumas “pessoas bastante sérias” pensando em comprar a Williams, que está à venda na F1.

A declaração de Brawn, também conhecido por seu trabalho na Ferrari durante a era de ouro do alemão Michael Schumacher na escuderia, vem alguns dias após o anúncio de que a Williams está procurando investidores.

No entanto, a atual comandante da equipe britânica, Claire Williams, insistiu que o time de Grove tem os fundos para disputar a temporada 2020. Recentemente, a escuderia contraiu empréstimo de 28 milhões de libras, cerca de 181 milhões de reais.

De todo modo, Brawn crê que a Williams poderá se comprometer com o futuro da F1. “Acho que sem as coisas que fizemos, seria muito mais preocupante “, disse o britânico, mencionando as novas regras aprovadas pela F1 para 2020 e além.

O diretor esportivo da categoria seguiu: “A situação da Williams precisa ser resolvida, mas há pessoas bastante sérias olhando para a Williams, e acho que isso mostra que há um modelo decente por trás disso”.

Brawn também admitiu que tem uma ‘queda’ pela Williams, já que iniciou sua carreira na F1 com a equipe. Entretanto, o dirigente enfatizou que a organização britânica terá que sofrer mudanças para seguir na F1.

“É uma equipe fantástica, e obviamente eu tenho uma queda por eles. A realidade é que a F1 é bastante brutal, e você é ‘medido’ a cada duas semanas na pista… Ou toda semana, como será o caso no próximos meses! Não há ‘esconderijo’. Honestamente, se você terminar em último, como fizeram nos últimos anos, haverá uma consequência. E agora, infelizmente, eles chegaram a esse ponto”, ponderou.

“Quem entrar lá precisa examinar as razões fundamentais pelas quais eles não foram capazes de executar seus planos. Se são apenas finanças, ou se é a estrutura que eles têm, ou ainda a abordagem que adotaram. Sinceramente, não sei”, afirmou Brawn.

“É preciso esse entendimento. Pode ser algo apenas financeiro… Com apoio financeiro extra, eles podem ser mais competitivos, mas é preciso que alguém entre lá e tente entender o que está acontecendo”, completou o diretor esportivo da F1.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta