Chefão da Red Bull descarta substituir Gasly no meio da temporada

Helmut Marko, consultor de automobilismo da equipe austríaca, garante permanência do francês até o fim de 2019

Consultor de automobilismo da Red Bull, Helmut Marko silenciou a conversa de que o futuro de Pierre Gasly na equipe está em dúvida. O dirigente austríaco confirmou que o francês vai completar a temporada da Fórmula 1 na escuderia de energéticos.

Outro GP difícil para Gasly na Alemanha, que incluiu uma batida nos treinos e um incidente no final com o tailandês Alex Albon, alimentou mais especulações sobre o futuro do piloto francês na equipe.

Sua situação também foi complicada pelo companheiro de Albon: o russo Daniil Kvyat, da Toro Rosso, conseguiu um pódio, o que significa que a Red Bull tem um substituto óbvio em sua equipe júnior caso julgue conveniente. Além disso, Max Verstappen voltou a vencer.

No entanto, o consultor de automobilismo da Red Bull, Helmut Marko, deixou claro que a equipe está comprometida com a Gasly pelo resto de 2019, pelo menos. “Neste ano não vamos mudar”, disse ele ao Motorsport.com. “Vamos terminar a temporada como estamos atualmente”.

Mas, quando perguntando se a forma crescente de Kvyat colocou Gasly sob pressão, Marko disse: “Claro”.

O chefe de equipe da Red Bull, Christian Horner, disse que Gasly teve altos e baixos no fim de semana na Alemanha, ao expressar alguma frustração com os pontos perdidos pela colisão com Albon.

“Foram altos e baixos”, disse Horner sobre o fim de semana de Gasly. “Ele teve uma boa qualificação, mas depois teve um primeiro pit stop difícil – houve um problema com o pneu traseiro direito. E então eles tiveram que segurá-lo porque toda a fila de carros entrou”.

“Ele começou a se recuperar e no fim passou por Sebastian Vettel. Mas depois ele errou em três voltas consecutivas na curva 1, e é aí que os outros carros passaram por ele. Então, disputando com o Albon, eles tropeçaram uns nos outros, o que é frustrante, porque foi uma boa oportunidade para tirar um monte de pontos da Ferrari. Ao invés de tirar 20 pontos deles, nós tiramos apenas sete ou oito”.

Horner disse que a Red Bull precisa que Gasly comece a marcar mais pontos se a equipe quiser manter as esperanças de passar a Ferrari no campeonato de construtores. Perguntado se o segundo lugar entre as equipes seria possível neste ano, Horner disse: “Esse é o nosso alvo no segundo semestre do ano”.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta