Pilotos 2019: conheça a trajetória de Lewis Hamilton na F1 e o seu ídolo

Lewis Hamilton é britânico, piloto na Fórmula 1 e cinco vezes campeão nos anos de 2008, 2014, 2015, 2017 e 2018. Ele é considerado o melhor piloto do mundo atualmente e já foi comparado há vários outros pilotos como Michael Schumacher, Alain Prost, Juan Manuel Fangio e até mesmo ao saudoso Ayrton Senna.

Lewis Hamilton tem como ídolo Ayrton Senna. E isso ficou mais comprovado ainda ele se igualou em números de pole position à Ayrton Senna no GP do Canadá de 2017, e, com isso, acabou ganhando o capacete através da família de Senna e se emocionou bastante.

Hamilton foi anunciado como piloto da McLaren para a temporada 2007, onde correu ao lado de Fernando Alonso. Já em seu primeiro Grande Prêmio da Austrália, ele conseguiu chegar em 3º lugar e sua 1ª vitória foi no GP Canadá do mesmo ano. E no início do ano seguinte a McLaren renovou o contrato de Hamilton até 2012.

Hamilton foi campeão na temporada de 2008 mesmo ficando em 5º lugar no GP do Brasil. Ele acabou entrando para a história da F1 como o mais novo campeão de todos os tempos, com apenas 23 anos e além de ser o primeiro negro a ser campeão nessa categoria.

Em 2011, sua primeira vitória foi na China, que conseguiu ultrapassar Sebastian Vettel, restando somente quatro voltas para o final da prova. E depois disso ele voltou a vencer na Alemanha. Já no GP de Abu Dhabi,

Hamilton largou em 2º lugar, mas depois de Vettel ter abandonado a corrida por causa de um pneu furado na primeira volta, o piloto britânico conseguiu assumir a liderança e dominou a prova. E, na última corrida do ano, que aconteceu no Brasil, ele abandonou a corrida por causa de problemas no câmbio.

No final do ano de 2012, Hamilton foi anunciado piloto pela Mercedes para o ano de 2013. Nesse ano, o piloto conseguiu chegar em 5º lugar na corrida da Austrália, já no GP da Malásia, ele conquistou seu primeiro pódio, porém chegou em 3º lugar. No GP da China, ele conseguiu sua primeira pole position.

E no GP da Hungria, ele conquistou a primeira vitória pela sua nova equipe.

No meio da temporada de 2015 a equipe da Mercedes anunciou a extensão do contrato com Hamilton até o final do ano de 2018. O piloto, na época, que não poderia estar mais feliz por permanecer na equipe por mais três anos.

Em junho de 2017, no treino classificatório para GP do Canadá, Hamilton igualou o recorde de pole positions de seu ídolo Ayrton Senna e chegou a 65 em sua carreira. No final desse treino onde definiu sua pole, o piloto recebeu de presente da família de Senna uma réplica do capacete utilizado pelo piloto brasileiro, em forma de homenagem pelo ocorrido. Neste ano ainda conseguiu ser tetracampeão de Fórmula 1, e superou o rival Sebastian Vettel.

E em 2018, Lewis Hamilton teve uma batalha árdua contra o alemão Sebastian Vettel, porém conseguiu ser penta campeão com 11 vitórias na temporada e contra cinco do alemão.

 

Publicidade:

Deixe uma Resposta