Coronavírus iguala tragédia e supera guerra como fator que mais impactou uma temporada de F1

Coronavírus iguala tragédia e supera guerra como fator que mais impactou uma temporada de F1

A pandemia do coronavírus forçou o cancelamento das quatro primeiras etapas da temporada 2020 da Fórmula 1, fazendo com que o Covid-19 tenha igualado a tragédia de Le Mans de 1955 como razão para o maior número de corridas canceladas em uma mesma temporada.

O primeiro cancelamento de uma prova da F1 data de 1952, quando o GP da Espanha deixou de acontecer por motivos financeiros. A falta de dinheiro é inclusive a principal causa para a não realização de provas ao longo da história, totalizando um total de 14 cancelamentos.

No entanto, poucas vezes a F1 sofreu tanto em uma única temporada. Em 1983, por exemplo, foram três provas canceladas, mas por motivos menos dramáticos: falta de cobertura televisiva, problemas financeiros e atrasos de organização.

Já em 1959, uma guerra entre Egito e Israel (conhecida como o Conflito de Suez) provocou a elevação nos preços de combustíveis e outros bens, levando Espanha, Holanda e Bélgica a cancelarem suas corridas.

O coronavírus, por sua vez, conseguiu superar a guerra de igualar o triste recorde de quatro provas canceladas, marca estabelecida em 1955 por conta do acidente que vitimou 83 pessoas e mais o piloto Pierre Bouillin, em Le Mans.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta