Ex-chefe da Ferrari: volta de Alonso traria “outro nível” à F1

A saída de Sebastian Vettel da Ferrari criou uma grande movimentação no mercado de pilotos da Fórmula 1 e, com a vaga deixada por Daniel Ricciardo na Renault, a volta de Fernando Alonso ao grid tornou-se uma possibilidade real, com várias pessoas do paddock defendendo o retorno do bicampeão ao esporte.

Entre eles, está um pessoa que trabalhou diretamente com o espanhol em seus anos de Ferrari: Stefano Domenicali.

“Já temos pilotos jovens fantásticos, mas Alonso traria um outro nível à F1”, disse Domenicali à agência Reuters. “Certamente seria um piloto forte. Lógico que pode ser ainda mais forte com um carro bom, que seja rápido, mas Fernando seria um ativo muito importante para a Fórmula 1 caso volte”.

Domenicali foi chefe da Ferrari entre 2007 e 2014, apesar de estar ligado à equipe muito antes disso. Ali, presenciou o título de Raikkonen em seu primeiro ano e conquistou o mundial de construtores em 2008, mas também perdeu três títulos de pilotos na última corrida do ano (Massa em 2008 e Alonso em 2010 e 2012).

No final de 2014, tanto Alonso quanto Domenicali saíram da Ferrari. Alonso foi para a McLaren, onde disputou mais quatro temporadas antes de sair da F1, enquanto Stefano assumiu a Comissão de Monopostos da FIA e, atualmente, é o CEO da Lamborghini.

Em 2019, surgiram rumores que o italiano poderia voltar à Ferrari, mas sempre deixou claro que sua época com o ‘circo da F1’ já passou.

O ex-diretor da Ferrari é o mais novo nome a defender a volta de Alonso à F1. Entre os pilotos, Carlos Sainz e Felipe Massa acreditam que o espanhol tem vontade de retornar ao mundial. Porém, o grande defensor do bicampeão é seu amigo e empresário Flavio Briatore, que afirmou recentemente que ele está pronto para voltar.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta