F1: Red Bull reconsideraria Gasly se Pérez não corresponder expectativas

F1: Red Bull reconsideraria Gasly se Pérez não corresponder expectativas

Johnny Herbert, ex-piloto da Fórmula 1, está confiante de que Sergio Pérez estará à altura da Red Bull nesta temporada, mas acredita que, caso não desempenhe um bom papel, a equipe poderá reconsiderar Pierre Gasly para 2022.

Ser companheiro de equipe de Max Verstappen na escuderia austríaca tem sido uma profissão arriscada, já que Daniel Ricciardo tinha tudo planejado para continuar, mas decidiu se mudar para a Renault na temporada de 2019.

O australiano foi substituído por Gasly, mas sua passagem pela equipe durou apenas 12 corridas antes de ser substituído por Alexander Albon.

O piloto tailandês pareceu ter aproveitado a oportunidade apresentando boas atuações em suas nove corridas defendendo a Red Bull em 2019, mas no ano passado não atendeu às expectativas almejadas pelo time.

O seu lugar foi ocupado por “Checo” Pérez em 2021 e o mexicano fez sua estreia no GP do Bahrein com uma classificação no sábado, onde terminou em 11º, mas no domingo se destacou ao escalar o pelotão para terminar em quinto lugar depois de sofrer um problema no motor antes da largada.

O contrato do mexicano com a Red Bull é de apenas uma temporada, portanto ele estará em fase de teste e precisa acumular bons resultados na primeira parte da campanha.

“Acho que Sergio é alguém que pode conseguir algumas coisas boas na Red Bull. Vamos ter que esperar para ver exatamente. Ele pode desafiar Max de forma consistente ao longo da temporada? Isso vai ser interessante de assistir”, disse Herbert.

“Mas é claro que se não der certo até 2022, você pensará: ‘Tudo bem, Pierre? Ele melhorou. Ele é um dos nossos. Vamos dar a ele uma segunda chance.’

“Eu gosto do que Pierre faz na pista, ele é um bom piloto, ele tem uma boa cabeça também, o que eu acho que é algo muito, muito importante quando você está em uma equipe de ponta, porque você tem que ser capaz de lidar com todo aquele tipo de pressão que eles jogam em você, que eu acho que ele pode fazer agora.”

“Então tudo depende do Sergio. Eu acho que o Sergio pode fazer um bom trabalho, porque eu acho que a confiança dele cresceu com o passar dos anos, agora ele é um vencedor de corridas também. E isso pode colocá-lo no próximo nível”, acrescentou o atual comentarista da Sky Sports F1 da Grã-Bretanha.

Herbert acredita que Pérez e Gasly têm algo em comum em suas carreiras devido à passagem frustrante pela qual o mexicano passou em 2013 na McLaren.

“Eles tiveram uma carreira muito semelhante, eu acho, com sua mudança para a McLaren. E isso realmente não funcionou também. E ele obviamente passou o tempo com Racing Point, etc.”

“Ele enfrenta Max Verstappen. Ele pode fazer isso? Bem, ele pode. Mas é sobre como absorver toda essa pressão. E acho que todos nós sabemos como Helmut Marko pode ser às vezes , embora tenha sido muito bom para Alex no ano passado. Mas ele pode dizer ‘você não está fazendo o trabalho, está fora’.”

O ex-piloto disse que Gasly deveria se concentrar em bater repetidamente Yuki Tsunoda, seu companheiro de equipe que começou forte a temporada, e esperar que Perez não faça a sua parte na Red Bull.

“Apenas tem que vencer Tsunoda o tempo todo, e uma vez que você vence seu companheiro de equipe, todos percebem dentro da Red Bull e dizem ‘ah sim, o cara melhorou’. “

“Pierre provavelmente não quer que Sergio faça um bom trabalho, porque se ele fizer um bom trabalho e correr com Max, será mais difícil para eles fazerem essa escolha”, concluiu Herbert.

Você acha válida esta discussão? Diga nos comentários!

Patrocinador:

Deixe uma Resposta