Ferrari vai apoiar adiamento das regras de 2021 para 2022 na F1

Ferrari vai apoiar adiamento das regras de 2021 para 2022 na F1

O chefe de equipe da Ferrari, Mattia Binotto, disse que sua escuderia está pronta para apoiar uma medida para adiar o pacote de regras da Fórmula 1 de 2021 para 2022, insistindo que agora não é hora de ser “egoísta”.

No início da semana, nove das 10 equipes apoiaram o plano de adiar o pacote de regras de 2021 por causa do coronavírus. A Ferrari não deu seu apoio durante a ligação, pois queria mais tempo para considerar as implicações da mudança, que requer apoio unânime.

Mas antes de uma teleconferência ainda nesta quinta-feira entre equipes e chefes de F1, incluindo o CEO Chase Carey, Ross Brawn e o presidente da FIA Jean Todt, a Ferrari deixou claro que apoiará o que é melhor para o esporte em geral.

Em entrevista ao F1.com, Binotto disse: “Teremos uma teleconferência com todas as outras equipes, F1 e FIA ​​para discutir a situação e o impacto que ela tem não apenas nesta temporada, mas também na próxima”.

“Precisamos avaliar cuidadosamente todos os aspectos e ver se não é realmente o caso de adiar a introdução das novas regras técnicas de 2021”, ponderou o dirigente, que substituiu Maurizio Arrivabene no comando do time de Maranello no começo de 2019.

“De qualquer forma, a Ferrari está pronta para assumir a responsabilidade por uma escolha que deve ser feita pelo interesse desse esporte. Certamente não é o momento do egoísmo e da tática”.

A proposta que está sendo discutida é para que as equipes homologuem seu chassi de no final deste ano, antes de terem liberdade para desenvolver peças aerodinâmicas em 2021 para aí sim estrear as novas regras em 2022.

Isso permitirá um tempo de desenvolvimento adicional para os carros novos. O atraso ajudará a aliviar a tensão financeira sobre as equipes, que deverão sofrer um grande golpe com o cancelamento das corridas este ano.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta