FIA concorda dar punições de tempo para saídas de pit inseguras

FIA decidiu que irá impor penalidades de tempo para saídas inseguras de pit stops a partir de agora

Durante a primeira rodada de pit stops no GP da Alemanha, Charles Leclerc foi liberado pela Ferrari logo à frente de Romain Grosjean, forçando o piloto da Haas a frear bruscamente e, posteriormente, perder posições.

Mas, em vez de Leclerc receber uma punição pelo que aconteceu, os organizadores decidiram multar à Ferrari em 5 mil euros.

Esta sanção provocou o desconforto dos rivais, que temiam que isso abrisse um precedente para que as equipes assumissem mais riscos nas paradas, porque uma multa seria uma punição brande demais.

O assunto foi discutido durante a reunião de equipes na tarde desta quinta-feira com a FIA, antes do GP da Hungria, e houve um pedido unânime para que as punições de tempo fossem consideradas como a única aceitável.

Após as conversas, a FIA aceitou as preocupações das equipes de que as multas não eram suficientes e ficou acertado que, a partir de agora, se houver uma liberação insegura, haverá uma penalidade de tempo.

Max Verstappen recebeu uma punição no início do ano por uma saída insegura no GP de Mônaco, quando colidiu com Valtteri Bottas.

“É completamente errado, claro”, disse Verstappen, quando perguntado pelo Motorsport.com sobre a multa da Ferrari.

“Se eles receberam uma multa, todos sairão assim. Acho que não é justo e dizer que eles me deram essa penalidade [em Mônaco] só porque tocamos, isso também não é justo.”

Falando sobre o tamanho da multa Ferrari foi dado, Verstappen disse: “Isso são trocados para uma equipe. Eles realmente não se importam em pagar isso. Então, eu acho que é completamente errado fazer isso, especialmente se você fala de segurança. Não está correto.”

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta