FIA não tem dúvidas sobre segurança do sistema de direção da Mercedes

FIA não tem dúvidas sobre segurança do sistema de direção da Mercedes

Na primeira semana de testes de pré-temporada da Fórmula 1 em Barcelona, o grande papo do paddock foi o novo sistema de direção introduzido pela Mercedes. Chamado de Direção em Eixo Duplo (DED) a solução permite aos pilotos mudar o ângulo das rodas dianteiras.

A mudança pode ser acionada através de um design que permite que o piloto puxe ou empurre o volante do carro.

Enquanto o movimento levantou rumores sobre a falta de segurança dessa inovação, o órgão regulador do automobilismo disse que está totalmente satisfeito e que não há riscos por trás do que a Mercedes está fazendo.

Quando perguntado ao diretor de corridas da F1, Michael Masi, se haveriam preocupações, como as que levaram o sistema de dutos a serem banidos. o mesmo respondeu: “A FIA jamais liberaria algo se eles julgassem que teria um potencial de perigo”.

“Eu acho que pela perspectiva da FIA, o principal é a segurança, o elemento número 1”, disse. “Então não há perguntas sobre a segurança do sistema. Fiquem tranquilos porque essa é a nossa maior prioridade”.

O diretor esportivo da Renault, Alan Permane, reconhece que nenhuma equipe na F1 colocaria qualquer coisa no carro que comprometesse a segurança.

“Não podemos especular quanto à segurança quando os dois pilotos estão mantendo suas mãos no volante”, disse. “A questão do sistema de dutos era que as pessoas estavam preocupadas com a possibilidade dos caras pilotarem com uma mão, especialmente em curvas de alta”.

“Tenho certeza de que eles não projetaram um sistema que eles julguem ser perigoso, então eu duvido que a segurança seja um fator. Tenho certeza disso”.

O diretor esportivo da Ferrari, Laurent Mekies, acresentou: “Não acho que nenhuma equipe traria algo que eles sabem que é perigoso para a pista. No final das contas, temos responsabilidades com nossos pilotos”.

Apesar da FIA estar feliz com o fato do sistema DED estar de acordo com o regulamento, as mudanças das regras para 2021 determinam que sistemas como esse não serão permitidos após o final deste ano. Perguntado sobre essa mudança por parte da FIA, Masi se recusou a explicar.

“Eu acho que vocês estão fazendo o certo ao perceber as mudanças para as regras de 2021”, disse. “E veremos o que as equipes vão poder criar dentro desses limites do regulamento para 2021. Vamos deixar assim por enquanto”.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta