GP de Singapura: Vettel se beneficia de estratégia da Ferrari, quebra jejum e vence a corrida

Sebastian Vettel entrou nos pits antes de Charles Leclerc e conseguiu a vitória do GP de Singapura

A espera chegou ao fim, depois de 22 corridas. Sebastian Vettel voltou ao lugar mais alto do pódio neste domingo, ao vencer o GP de Singapura. O alemão se beneficiou da estratégia da Ferrari, que o mandou para os pits antes que Charles Leclerc ainda na primeira metade da corrida. Quando ambos fizeram suas paradas, o o tetracampeão da F1 estava à frente do rival/companheiro.

Max Verstappen foi o terceiro colocado, seguido de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas. O holandês teve a pressão do inglês nas voltas finais, mas se garantiu no fim.

A corrida em Singapura foi marcada pela presença do Safety Car por três vezes, sem o envolvimentos dos ponteiros, mas mantendo a ‘tradição’ da prova que sempre teve este tipo de intervenção.

A Corrida

Leclerc manteve a liderança na largada, com Hamilton recebendo a pressão de Vettel, mas com o piloto da Mercedes conseguindo manter a posição e abrir uma diferença mais tranquila nos primeiros giros.

Na 15ª volta, Leclerc começou a ter pequenos problemas de desempenho, dando um susto, mas a Ferrari do monegasco conseguiu voltar a ter o rendimento do início da prova logo em seguida.

A partir da 20ª volta, algumas estratégias de trocas de pneus começaram a entrar em jogo. Vettel fez sua parada, com Leclerc também entrando nos boxes no giro seguinte. O alemão acabou se dando bem, aparecendo na frente do monegasco. Hamilton esperou um pouco mais e fez o mesmo na 26ª. Todos optando pelo composto duro.

Na metade da prova, Vettel liderava, seguido de Leclerc – seis segundos atrás -, com Verstappen em terceiro e Hamilton em quarto.

Na 34ª volta, Giovinazzi que não havia parado, se ‘encontrou’ com Ricciardo, deixando o australiano com um pneu furado. O piloto da Alfa Romeo chegou a liderar antes e fez seu pit stop no giro seguinte.

Na 37ª, Russell e Grosjean bateram e o piloto da Williams parou na pista, trazendo o Safety Car. O incidente ficou sob investigação da FIA.

A corrida voltou com todos os líderes mais próximos na 41ª volta, com Vettel relargando bem, deixando seu companheiro de equipe a um segundo após o recomeço. Verstappen, Hamilton e Bottas completavam o top-5 a esta altura.

Stroll bateu roda com Gasly e teve o pneu esquerdo dianteiro furado. O canadense teve que ir para os boxes.

Não era o dia da Racing Point, com Pérez parando seu carro na pista e trazendo o Safety Car novamente, na 44ª volta.

No 48º giro, Vettel fez nova grande relargada, com as posições entre os ponteiros se mantendo.

Mas o safety car entrou novamente na 50ª volta, para a retirada dos carros de Raikkonen e Gasly, que se encontraram no primeiro setor e foram juntos para área de escape da curva 1. A FIA também ficou de investigar o acidente após a prova.

Assim como aconteceu nas duas ocasiões anteriores, Vettel saiu com boa vantagem sobre o segundo colocado.

Desta forma, o alemão conseguiu vencer o GP de Singapura, após mais de um ano de jejum. A última vitória havia sido no GP da Bélgica de 2018. Leclerc terminou em segundo e Verstappen completou o pódio.

A próxima etapa da F1 acontece na Rússia, no próximo fim de semana.

Resultado final

Veja o resultado final do GP de Singapura

Galeria:

1 – Sebastian Vettel, Ferrari SF90

1 - Sebastian Vettel, Ferrari SF90

1/20

Foto de: Sam Bloxham / LAT Images

2 – Charles Leclerc, Ferrari SF90

2 - Charles Leclerc, Ferrari SF90

2/20

Foto de: Lionel Ng / Sutton Images

3 – Max Verstappen, Red Bull Racing RB15

3 - Max Verstappen, Red Bull Racing RB15

3/20

Foto de: Jerry Andre / LAT Images

4 – Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W10

4 - Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W10

4/20

Foto de: Lionel Ng / Sutton Images

5 – Valtteri Bottas, Mercedes AMG W10

5 - Valtteri Bottas, Mercedes AMG W10

5/20

Foto de: Joe Portlock / LAT Images

6 – Alexander Albon, Red Bull Racing RB15

6 - Alexander Albon, Red Bull Racing RB15

6/20

Foto de: Simon Galloway / Sutton Images

7 – Lando Norris, McLaren MCL34

7 - Lando Norris, McLaren MCL34

7/20

Foto de: Mark Sutton / Sutton Images

8 – Pierre Gasly, Toro Rosso STR14

8 - Pierre Gasly, Toro Rosso STR14

8/20

Foto de: Jerry Andre / LAT Images

9 – Nico Hulkenberg, Renault F1 Team R.S. 19

9 - Nico Hulkenberg, Renault F1 Team R.S. 19

9/20

Foto de: Mark Sutton / Sutton Images

10 – Antonio Giovinazzi, Alfa Romeo Racing C38

10 - Antonio Giovinazzi, Alfa Romeo Racing C38

10/20

Foto de: Lionel Ng / Sutton Images

11 – Romain Grosjean, Haas VF-19

11 - Romain Grosjean, Haas VF-19

11/20

Foto de: Jerry Andre / LAT Images

12 – Carlos Sainz Jr., McLaren MCL34

12 - Carlos Sainz Jr., McLaren MCL34

12/20

Foto de: Joe Portlock / LAT Images

13 – Lance Stroll, Racing Point RP19

13 - Lance Stroll, Racing Point RP19

13/20

Foto de: Mark Sutton / Sutton Images

14 – Daniel Ricciardo, Renault R.S.19

14 - Daniel Ricciardo, Renault R.S.19

14/20

Foto de: Jerry Andre / LAT Images

15 – Daniil Kvyat, Toro Rosso STR14

15 - Daniil Kvyat, Toro Rosso STR14

15/20

Foto de: Simon Galloway / Sutton Images

16 – Robert Kubica, Williams FW42

16 - Robert Kubica, Williams FW42

16/20

Foto de: Jerry Andre / LAT Images

17 – Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-19

17 - Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-19

17/20

Foto de: Sam Bloxham / LAT Images

Kimi Raikkonen, Alfa Romeo Racing C38 (não terminou)

Kimi Raikkonen, Alfa Romeo Racing C38 (não terminou)

18/20

Foto de: Joe Portlock / LAT Images

Sergio Perez, Racing Point RP19 (não terminou)

Sergio Perez, Racing Point RP19 (não terminou)

19/20

Foto de: Jerry Andre / LAT Images

George Russell, Williams Racing FW42 (não terminou)

George Russell, Williams Racing FW42 (não terminou)

20/20

Foto de: Jerry Andre / LAT Images

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta