Hamilton aproveita safety car e bate Bottas em GP marcado por erro de Vettel

Piloto da casa superou o companheiro finlandês na corrida britânica, marcada por acidente entre Vettel e Verstappen

Lewis Hamilton aproveitou um safety car, ultrapassou Valtteri Bottas ‘nos boxes’ e venceu o GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1 em mais uma dobradinha da Mercedes. Com o triunfo, o britânico se torna o maior vencedor da etapa de seu país, com seis presenças no lugar mais alto do pódio.

Charles Leclerc completou o top-3 com a Ferrari, à frente da dupla da Red Bull, com Pierre Gasly e Max Verstappen. Este ainda se envolveu em acidente com Sebastian Vettel, que foi mais prejudicado e caiu para o fim do grid em Silverstone.

A corrida

Na largada, as quatro primeiras posições se mantiveram, com Bottas à frente. Vettel passou Gasly e pulou para quinto. No pelotão intermediário, as duas Haas se tocaram. Magnussen e Grosjean acabaram abandonando a prova.

Já no começo da corrida, Hamilton partiu para cima de Bottas. O pentacampeão chegou a colocar o carro à frente da Mercedes do companheiro, mas o finlandês retomou a ponta logo em seguida. Na quinta volta, os primeiros seis colocados já tinham se destacado do restante do pelotão.

Na terceira posição, Leclerc vinha enfrentando problemas com o desgaste de pneus. Atrás dele, Verstappen vinha com fome de ultrapassagem. Os dois rivais começaram a batalha e permitiram a chegada de Vettel, que trouxe Gasly consigo. O piloto da Red Bull acabou ultrapassando o tetracampeão.

Na 14ª volta, Leclerc e Verstappen foram juntos para os boxes e o holandês levou a melhor, voltando na frente do ferrarista. Na volta à pista, porém, o piloto da Red Bull errou e permitiu que o monegasco retomasse a posição. Na sequência, Bottas parou e Hamilton foi para a ponta.

No 20º giro, Antonio Giovinazzi mudou o rumo da corrida: o italiano da Alfa Romeo rodou e acionou o safety car, pouco antes da parada de Hamilton. O pentacampeão se beneficiou e voltou à frente de Bottas.

Aproveitando o carro de segurança, Verstappen fez nova parada e colocou pneus duros para ir até o fim da corrida. A Ferrari fez o mesmo com Leclerc, mas demorou e fez com que o monegasco perdesse posições, caindo de terceiro para sexto.

Na sequência, Leclerc partiu para cima de Verstappen. O ferrarista chegou a passar o holandês, que deu o troco. Logo em seguida, a Red Bull fez jogo de equipe e colocou Gasly entre os rivais, atrasando Leclerc.

Na 36ª volta, o monegasco finalmente ultrapassou o francês. Mais à frente Verstappen atacava Vettel. Logo depois, o piloto da Red Bull acabou ultrapassando o alemão, que tentou dar a resposta, mas errou: o tetracampeão bateu na traseira do holandês e ambos foram para a área de escape.

Verstappen conseguiu voltar para quinto, mas Vettel caiu para o fim do grid e terminou em penúltimo, na 17ª posição. O alemão ainda foi punido em 10 segundos no tempo de prova pela conduta na batida com o rival.

Depois do erro do alemão, as posições da frente se mantiveram: Hamilton na ponta (com direito a ponto extra pela volta mais rápida da prova), seguido por Bottas. Leclerc completou o pódio, Gasly foi quarto e Verstappen quinto.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta