Hamilton crava a pole position na Hungria em uma sessão cheia de suspresas

Lewis Hamilton conquistou a pole position em uma sessão de classificação recheada de surpresas. A Mercedes W11 se mostrou estar um passo à frente das concorrentes. A Racing Point novamente surpreendeu e irá largar com os dois carros na segunda fila, Stroll em 3° e Pérez em 4°.

O início da classificação quase contou com a presença da chuva. Nuvens negras rodavam o circuito, mas ela não veio e permitiu que os pilotos fossem à pista sem mais problemas.

O Q1 foi marcado por várias surpresas, entre elas, o salto da equipe Williams em desempenho o que fez com que George Russell e Nicholas Latifi colocassem o carro inglês para a segunda parte do qualy depois de anos.

Os carros com motores Ferrari vem tendo dificuldade na temporada. A Alfa Romeo fechou o grid com Kimi em último e Giovinazzi na penúltima posição. A Haas não foi diferente e tanto Grosjean como Magnussen abandonaram a classificação já no Q1.

Daniil Kvyat, piloto da Alpha Tauri também foi um dos que não conseguiram encaixar uma boa volta e também ficou fora já no Q1, o russo irá largar em 17° colocado. O motor Honda vem registrando alguns problemas também na Hungria, sendo alvo até de Verstappen, que na Estíria disse que faltava potência para acompanhar as Mercedes.

No Q2 as suspresas voltaram a acontecer. O tailandês Alexander Albon perdeu o ponto de frenagem na primeira curva na sua volta rápida e foi atrapalhado por outros carros no final da volta o que descartou a chance do piloto da RBR passar para o Q3.

George Russell novamente impressionou e colocou o carro da Williams em 12° assim como tinha acontecido na Estíria na chuva, mas agora no seco. Latifi não conseguiu fazer o mesmo e largará em 15° colocado. Essa é a primeira vez desde o GP da Itália em 2018, que os carros da Williams figuram no Q2, Russell e Latifi comemoram a ocasião por também estarem no Q2 pela primeira vez na carreira.

A Renault vem decepcionando na temporada. Daniel Ricciardo não conseguiu passar para o Q3, ficando em 11°. Esteban Ocon também não conseguiu levar o carro adiante e irá largar apenas em 14° colocado.

Pierre Gasly sofreu com problemas na unidade de potência chegando a não participar em um dos treinos livres da sexta-feira. Mesmo com problemas no motor o frances conseguiu encaixar uma boa volta e figurar em 10° lugar, passando assim para o Q3.

A McLaren vem sendo uma das surpresas do ano, Carlos Sainz e Lando Norris colocaram novamente o MCL35 no Q3. Carlos Sainz conquistou a nona posição na classificação logo atrás de Lando Norris que vem sendo a estrela das últimas duas corridas, conquistando seu primeiro pódio no GP da Áustria. Norris irá largar em 8° colocado, dividindo a fila com Max Verstappen em 7° da RBR.

A Ferrari levou para o GP da Hungria atualizações aerodinâmicas para o SF1000. A evolução se fez presente fazendo possível Sebastian Vettel e Charles Leclerc colocarem a equipe na terceira fila. Sebastian Vettel irá partir em 5° dividindo a fila com seu companheiro de equipe Leclerc que sairá em 6° colocado.

A neste domingo promete emoções. Valtteri Bottas está com 6 pontos na frente de Hamilton, o inglês é veloz e determinado. Em 2019, Hamilton chegou a tirar mais de 1 segundo por volta após a parada no box e tirar a vitória de Verstappen, que tinha conquistado naquela corrida, sua primeira pole position.

Patrocinador:

Deixe uma Resposta