Honda atualiza motor e pilotos de Red Bull e Toro Rosso são punidos

Montadora japonesa que equipa as escuderias Red Bull e Toro Rosso introduzirá novo motor de combustão interna em Sochi

Em meio às preparações para o GP da Rússia de Fórmula 1, a Honda processou mais uma atualização nas unidades de potência de Red Bull e Toro Rosso. Assim, Max Verstappen, Alex Albon e Pierre Gasly terão punição de cinco posições no grid de largada em Sochi. Já o piloto da casa, Daniil Kvyat, trocará todos os elementos do motor e largará no fim do pelotão na prova deste domingo.

A principal mudança na unidade motriz ‘Spec4’ da montadora japonesa é no motor de combustão interna, que será atualizado para a etapa deste fim de semana da categoria máxima do automobilismo mundial.

Com a novidade, os pilotos de Red Bull e Toro Rosso terão unidades de potência com baixa quilometragem no GP do Japão, casa da Honda. A expectativa da marca, aliás, é que estes motores cheguem até o final da temporada 2019, em Abu Dhabi.

A confiabilidade da Honda tem sido boa neste ano, mas seu agressivo programa de desenvolvimento, com uma atualização extra introduzida em relação às montadoras rivais, colocou-a em um cronograma diferente dos outros.

Por exemplo: Verstappen terá seu quinto motor de combustão no GP da Rússia, enquanto os pilotos da Mercedes e da Ferrari usaram apenas três variações do mesmo elemento da unidade de potência.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta