McLaren não crê em trapaça da Renault na briga dos construtores

Equipe britânica de Woking acredita que a rival francesa seguirá fornecimento de motores de forma correta nesta temporada

McLaren e Renault travam emocionante batalha pelo quarto lugar do mundial de construtores na temporada 2019 da Fórmula 1. Impulsionada pelo motor francês, a escuderia britânica vem levando vantagem até o momento. E o time de Woking confia que a Renault vai continuar o fornecimento de unidades de potência de maneira correta, de modo que a “dependência” não vai atrapalhar a competição saudável.

É o que afirma o chefe de equipe da McLaren, Andreas Seidl: “Definitivamente, parece que a principal batalha será entre nós e a Renault. No fim das contas, agora tudo depende de atualizações contínuas, da lida com o carro e da execução de bons planos para corridas”.

“Eu já disse antes e reitero que temos uma relação muito boa e saudável com a Renault. É muito transparente. O passo que a Renault deu do ano passado para 2019 também é uma das razões pelas quais nós podemos evoluir com o nosso carro”, disse Seidl, fazendo menção ao MCL34.

“Portanto, há plena confiança na parceria que nós temos. E do ponto de vista da regulamentação, há uma regra clara que determina que a equipe principal e suas clientes tenham as mesmas peças”.

A última atualização da unidade de potência francesa foi aplicada primeiro na Renault, mas Seidl disse que a McLaren optou por fazer a atualização depois. “Obviamente, às vezes não atualizamos ao ao mesmo tempo, porque depende do planejamento geral e de penalidades, etc”.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta