Racing Point detalha planos para “integração total” com Aston Martin

Racing Point detalha planos para "integração total" com Aston

No mês passado, a notícia de que a Racing Point se tornaria uma equipe de fábrica da Aston Martin a partir de 2021 foi divulgada e mexeu com o mundo do automobilismo. Essa mudança aconteceu após a montadora aceitar Lawrence Stroll como um investidor, devido aos problemas financeiros que a empresa passa.

Otmar Szafnauer, chefe da Racing Point, afirmou que os planos já estão sendo traçados para que a equipe divida sua expertise técnica com a empresa irmã, como parte do acordo.

“Deve ser ótimo”, disse quando perguntado. “É uma vitória para ambos os lados. Deve ser benéfico para todos. Nós vamos virar uma equipe oficial, com um histórico incrível. E a Aston vai obter tecnologias da F1”.

“Em primeiro lugar, temos um ótimo túnel de vento em Brackley que eles podem usar. Temos aerodinamicistas que eles podem consultar. E certamente haverão outras tecnologias que eles poderão adaptar para os carros de rua”.

“Nós fazemos tecnologias que ajudam em um carro de corrida, mas que também são úteis para carros de rua, então tem áreas em que poderemos ajudar seus carros esportivos. Mal posso esperar”.

Quando perguntado se o auxílio de tecnologia pode vir da direção oposta também, Szafnauer disse que não há planos disso ainda.

“Vamos ver o que eles têm, e se há algo que podemos aprender com eles. E, se tiver, ficaremos mais do que felizes de trazer para a equipe”.

Ele também confirmou que a nova fábrica em Silverstone também acomodará uma equipe de designers de carros de rua – essencialmente o grupo que trabalha atualmente com a Red Bull Technology no projeto do hipercarro Valkyrie.

“Parece que nossa nova fábrica terá provavelmente 100 engenheiros de design com nós também, então será uma integração total – as pessoas que estão na Red Bull virão para trabalhar com nós. Estarão com nós, debaixo do mesmo teto”.

“Eles fizeram um hipercarro com o Adrian Newey, o Valkyrie. E eles fizeram outras variações, em um nível pouco abaixo do Valkyrie. Acredito que eles vão introduzir outros produtos legais”.

Szafnauer acredita que o nome da Aston ajudará a equipe a recrutar os candidatos mais qualificados possível em um plano de expansão do quadro de funcionários.

“É uma das grandes marcas britânicas. Será ótimo trazer a Aston de volta às corridas da F1. Eu estou realmente animado. Temos que fazer jus à marca, então temos que obter boas performances”.

“Nós queremos crescer. Temos aproximadamente 500 pessoas agora e não vamos parar. Mas minha filosofia sempre foi de recrutar os melhores, porque é necessário um esforço coletivo”.

“Nós temos que garantir o melhor time possível, não apenas recrutar por recrutar, aumentar o quadro. Temos que contratar os melhores. Mas eu acho que a Aston ajudará bastante nisso”.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta