Sebastian Vettel lidera segundo treino livre e F1 confirma casos positivos de covid-19 no paddock

A Ferrari liderou novamente uma sessão de treinos na F1. O segundo treino livre foi marcado por muita chuva o que dificultou o trabalho das equipes. Depois de aguardarem um bom tempo nos boxes a chuva diminuiu e permitiu que os pilotos fossem à pista. A equipe Renault foi a primeira a colocar os pneus intermediários o que não deu muito certo, por causa da quantidade de água ainda presente no circuito.

Por conta da ainda forte chuva no circuito, os tempos antes feitos no TL1 na casa de 1:16, não passaram de 1:40. Ao decorrer do treinos os pilotos se dirigiram à pista para marcar tempos. A previsão para todo o fim de semana é de chuvas fortes.

Por conta das fortes chuvas, sete pilotos não marcaram tempos no TL, entre eles Lewis Hamilton, companheiro de Valtteri Bottas que ficou em segundo na sessão. Carlos Sainz se provou novamente um “pato” e ficou no P3 com a McLaren.

As duas Racing Points vem ganhando notoriedade no grid pela sua alta performance. Lance Stroll finalizou o treino em quarto e Pérez em quinto lugar. O polêmico carro RP20 ou chamado por alguns de “Mercedes rosa”, está sendo contestada sobre os dutos de freios. A Renault acusa a equipe inglesa de copiar a Mercedes W10 de 2019, e que as partes internas do freio do RP20 seria a mesma da Mercedes W10. 

A F1 confirmou dois casos positivos de covid-19 no paddock da F1. A categoria vem efetuando testes em massa, chegando a ter feito mais de 8 mil testes no GP da Áustria e Estíria. Recentemente, Vettel foi visto conversando com Christian Horner e Helmut Marko, os três conversando livremente no paddock sem márcaras, os três receberam uma notificação da FIA cobrando o uso da mesma.

Valtteri Bottas e Charles Leclerc furaram a bolha de convivência e chegaram a sair do paddock e ir para Mônaco. Os mesmos também receberam notas da FIA alertando sobre a quebra da bolha de convivência entre pilotos e equipes da F1. Esses são os primeiros casos de covid no paddock desde o GP da Austrália em março, o que levou ao cancelamento da corrida e o adiamento do início da temporada que se fez no GP da Áustria.

Patrocinador:

Deixe uma Resposta