TL1: Verstappen supera Vettel no 1º treino livre para o GP dos EUA

Piloto holandês da Red Bull foi mais rápido no TL1

Prestes a fazer sua centésima corrida na Fórmula 1, Max Verstappen começou o fim de semana do GP dos Estados Unidos com o pé direito. O holandês da Red Bull cravou o tempo de 1min34s057 e liderou o primeiro treino livre para a corrida norte-americana.

O segundo colocado foi o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, a pouco mais de um décimo do ponteiro. Quem completou o top-3 foi o novato tailandês Alexander Albon, companheiro de Verstappen na Red Bull.

De forma surpreendente, o francês Pierre Gasly, da Toro Rosso, ficou em quarto, à frente do australiano Daniel Ricciardo, da Renault. Outra surpresa do TL1 foi o francês Romain Grosjean, da Haas.

Com alguns problemas, o monegasco Charles Leclerc, da Ferrari, ficou apenas em sétimo. Lewis Hamilton, britânico da Mercedes, foi o oitavo, à frente do canadense Lance Stroll, da Racing Point. Quem completou o top-10 foi Kevin Magnussen, dinamarquês da Haas.

O treino

O começo da primeira sessão prática foi pouco movimentado e os principais pilotos demoraram a registrar voltas consideravelmente rápidas no Circuito das Américas, em Austin, Texas. Depois, porém, os giros velozes começaram a aparecer.

Albon deixou a Red Bull no topo por algum tempo, mas não se manteve no primeiro posto. O algoz do tailandês foi Verstappen, que ascendeu para a ponta. Na sequência, as Ferraris apareceram no páreo, principalmente com Vettel.

Briga pela ponta

A alternância da liderança continuou e Albon retomou o primeiro posto, mas foi batido por Vettel e depois Verstappen, que retornou à posição de honra. Faltando cerca de 20 minutos, Gasly apareceu bem em terceiro, à frente de Ricciardo.

Quem não teve um treino tão bom foi Leclerc, que deu suas primeiras voltas e reclamou do carro para a Ferrari. Na parte final da sessão, o monegasco voltou à pista e retomou consistência, registrando boas voltas.

O canadense Nicholas Latifi, piloto reserva da Williams, substituiu o britânico George Russell no treino livre 1, mas teve problemas com o carro e recolheu para os boxes, terminando a sessão em último.

O espanhol Carlos Sainz Jr. foi outro que enfrentou alguns contratempos, mas teve treino consistente. O problema foi uma escapada com a McLaren, uma das equipes a testar os pneus da Pirelli para a temporada 2020. O filho de Carlos também disputa seu 100º GP na F1 em Austin e o faz aos olhos da lenda norte-americana Mario Andretti, campeão de 1978.

Outro que dedicou boa parte da sessão com os compostos do ano que vem foi Hamilton. O britânico, que só precisa chegar em oitavo para ser hexacampeão, ficou na parte de trás na maior parte da atividade, assim como o companheiro finlandês Valtteri Bottas, que terminou em 17º.

Veja os tempos do TL1

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta