Verstappen: “Não me importa quem será meu companheiro”

Holandês acredita que o foco deve ser em aumentar o rendimento da equipe para superar rivais no mundial de construtores

Max Verstappen lamentou a saída de Pierre Gasly da Red Bull, mas disse não se preocupar com a chegada de Alexander Albon. Para o holandês, não importa quem é seu companheiro, o importante é ter alguém que some mais pontos para o time.

O início das férias de verão da Fórmula 1 foi bastante movimentado, com a Red Bull anunciando Albon como substituto de Gasly a partir do GP da Bélgica. Enquanto o tailandês está sendo promovido à equipe principal da empresa de energéticos, o francês está dando um passo atrás e retornando à Toro Rosso.

Verstappen deixou claro que, para ele, trata-se apenas de enxergar o que é melhor para o time, embora tenha pena de Gasly.

“Com certeza é uma pena para Pierre, mas não me importa quem será meu companheiro de equipe”, disse Verstappen ao jornal holandês De Telegraaf. “Trata-se de melhorar o rendimento do segundo carro da equipe e marcar mais pontos para no campeonato”.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta