Williams renova parceria com motores Mercedes até 2025

Williams renova por mais 5 anos com motores Mercedes

A Williams assinou uma extensão de cinco no contrato com a Mercedes para continuar sendo cliente dos motores da fabricante alemã. As marcas juntaram forças em 2014, no primeiro ano da era híbrida da Fórmula 1, e o acordo tinha duração inicial de sete anos.

A renovação da equipe britânica com a fabricante é um claro sinal de confiança mútua de ambas as partes e a boa relação entre as empesas deve-se em parte ao atual chefe da Mercedes, Toto Wolff, que já foi um dos acionistas da Williams.

Ao contrário do que alguns rumores diziam, o time de Grove vai continuar produzindo a própria caixa de câmbio, ao invés de comprar da Mercedes, como faz a Racing Point.

“Nós temos tido uma parceria maravilhosa com a Mercedes-Benz ao longo dos últimos seis anos, parte do acordo original de sete temporadas, e estamos felizes em continuar trabalhando com eles por mais cindo anos a partir de 2021”, disse Claire Williams, diretora da equipe.

“A Mercedes tem sido uma das fornecedoras de motores mais bem-sucedidas no esporte e acreditamos que eles irão continuar produzindo uma unidade de potência extremamente competitiva. Ao longo de nosso tempo com eles, a empresa se tornou uma verdadeira amiga do time e nós olhamos adiante para trabalharmos com a Mercedes-AMG HPP no futuro”.

Toto Wolff fez elogios a equipe nove vezes campeã mundial de construtores e destacou a confiança de que a Williams voltará a ser competitiva com o novo regulamento da categoria.

“A Williams é uma das marcas mais icônicas da F1 e nós estamos orgulhosos de contar com eles como parte de nossa família no esporte a motor”, disse o alemão. “Eles têm passado por momentos difíceis ultimamente, mas que servem para demonstrar a força e resiliência da equipe à medida que eles lutam para voltar à posição que pertencem no grid”.

“Tenho certeza de que o cenário para times independentes será brilhante com as novas regras e o teto de gastos que serão introduzidos em 2021, e estamos felizes em continuar com a Williams nessa nova era do nosso esporte”.

O chefe do departamento de motores da Mercedes, Andy Cowell acrescentou: “A Williams tem sido um parceiro exemplar desde que começamos a trabalhar juntos em 2014 e apreciamos vários momentos durante esses anos”.

“Nós construímos uma forte relação técnica e humana com o time de Grove e esperamos continuar crescendo juntos nos próximos anos”, concluiu Cowell.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta