GP da Itália de F1 confirma realização da prova em setembro com portões abertos

Aos poucos, a Fórmula 1 vai revelando informações sobre como será a formatação do calendário de 2020 da categoria. Mas, nesta quinta, a organização do GP da Itália deu um “furo” na categoria, anunciando que a prova será realizada na sua data original e com portões abertos.

A Itália foi um dos países mais afetados pela pandemia da Covid-19, com altos números de infectados e mortes mas, aos poucos, está saindo de seu período de confinamento e retomando a vida normal.

O projeto original da F1 busca realizar provas na Europa entre julho e setembro, Ásia e Américas em outubro e novembro e finalizando com o Oriente Médio em dezembro. Mas, até o momento, apenas os GPs da Áustria e da Grã-Bretanha eram vistos como certos e a Itália era considerada dúvida, devido à crise que o país passou com a pandemia.

Por isso surpreendeu quando a página oficial do Autódromo de Monza no Twitter confirmou que não apenas a prova será realizada em sua data original, dia 06 de setembro, mas que os ingressos já estão a venda e podem ser comprados no site oficial do autódromo.

Até o momento, o GP da Itália foi o primeiro a se manifestar sobre realizar uma prova com portões abertos. Outros circuitos do mundial, como Barcelona e Hungaroring, já falaram que estão dispostos a receber corridas sem público.

Outra opção que a F1 está considerando para preencher o calendário desse ano é realizar provas que não faziam parte do projeto original do mundial em 2020, como Ímola, Portimão e Hockenheim.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta