Chefe de equipe da Ferrari descarta dupla Leclerc – Verstappen: “Juntos eles criam dificuldades”

Mattia Binotto descarta dupla Leclerc e Verstappen, como opção no futuro da escuderia

Italiano disse que ambiente ideal conta com apenas um líder e um segundo piloto para somar pontos

Após as vitorias de Charles Leclerc com a Ferrari, apontado como futuro do time, o chefe da equipe na Fórmula 1, Mattia Binotto, afirmou que a escuderia não pode contar com dois líderes e disse que o ideal é ter um grande vencedor e um segundo piloto, usando Rubens Barrichello e Felipe Massa como exemplos.

Após os erros de Sebastian Vettel no GP da Itália de Fórmula 1, o holandês Max Verstappen sugeriu o próprio nome para formar dupla com o monegasco.

“Charles e eu poderíamos estar na mesma equipe. Não digo que não possa haver conflitos, mas não seria como Lewis Hamilton e Nico Rosberg na Mercedes”, disse o piloto da Red Bull ao jornal As da espanha.

No entanto, a tentativa do holandês em atrair a atenção da Ferrari parece não ter surtido efeito. Ao ser questionado sobre a declaração do piloto, Binotto, descartou a dupla Verstappen e Leclerc no futuro.

O italiano disse ainda que não vê espaço para dois líderes na mesma equipe, citando o clima harmonioso que a Ferrari teve nos anos 2000, usando os brasileiros como exemplos de escudeiro ideal.

“Cheguei à Ferrari na época de Schumacher, quando Barrichello ou Massa estavam ao seu lado”, disse o chefe da equipe ao jornal espanhol. “Creio que deveríamos ter um grande primeiro piloto e outro que possa ganhar corridas e somar pontos. Algo como Hamilton e Bottas. Dois pilotos como Max e Charles juntos criam dificuldades para a gestão da equipe”.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta