F1 sugere fazer corrida de classificação com grid invertido no segundo GP da Áustria

A Fórmula 1 está em um momento de grandes mudanças, com os novos regulamentos técnico, esportivo e financeiro. Porém, a Liberty Media, dona da categoria, não quer parar por aí e propôs usar algumas etapas da temporada 2020 como cobaias para um novo formato no final de semana de GPs.

Como a F1 deve disputar duas etapas na Áustria em 05 e 12 de julho, e outras duas em Silverstone em agosto (dependendo da decisão do governo britânico), o diretor de automobilismo da categoria, Ross Brawn, propôs um formato diferente para as segundas provas disputadas em um mesmo circuito: abolir a classificação, substituindo por uma corrida de classificação.

Essa corrida de classificação, cuja distância não foi decidida (mas foi mencionado 100 quilômetros, ou seja, um terço de um GP), teria seu grid formado pela classificação inversa do mundial.

Ou seja: quem vencer o primeiro GP da temporada na Áustria, largaria em último na corrida de classificação da semana seguinte, com o segundo ao seu lado e assim sucessivamente. A distância dessa corrida ainda está em discussão devido à vida útil da unidade de potência, que diminuiria com esse uso extra. A Liberty e FIA esperam introduzir uma certa imprevisibilidade na F1 com isso

Para a aprovação de uma mudança tão radical, seria necessária a unanimidade dos votos, algo que não aconteceu no passado. Porém, com o impacto da pandemia, a FIA mudou o regulamento em caráter especial, tirando a necessidade de votação unânime, o que pode ajudar a proposta a ser aprovada.

Essa não foi a única mudança no formato dos GPs que a F1 propôs no ano passado. A Liberty também chegou a falar em reduzir o número de dias do final de semana, de três para dois. Porém, as emissoras de televisão responsáveis pela transmissão do mundial foram contra, levando a empresa a abandonar a ideia.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta