Federação busca realizar segundo GP italiano em Mugello

A FIA deve divulgar ainda essa semana a nova versão do calendário da Fórmula 1 para 2020, devido à proximidade do GP da Áustria em 05 de julho. Porém, a categoria ainda busca novas possibilidades de corridas para realizar na Europa, devido ao momento de incertezas. E, com isso, a Itália pode voltar a ganhar um segundo GP.

A F1 tem dúvidas sobre a possibilidade de realizar suas provas em circuitos de rua (Azerbaijão, Rússia e Singapura) e, com isso, o número de GPs no Velho Continente pode aumentar, pela possibilidade de realizar as etapas com portões fechados, seguindo os rígidos procedimentos de segurança que serão impostos quando a temporada começar.

Com isso, aumentaram as chances da Itália receber uma segunda corrida, assim como a Áustria e a Grã-Bretanha. Mas com uma diferença: essa segunda prova seria em outro circuito, e não uma rodada dupla em Monza. A Federação Italiana está estudando a possibilidade de disputar um GP em Mugello, uma semana depois do GP da Itália, em Monza.

A pista, que é de propriedade da Ferrari é vista como um local ideal para um GP com portões fechados, por ser relativamente distante da cidade mais próxima.

Segundo informações apuradas, Mugello pode buscar essa vaga como uma segunda corrida italiana no calendário, enquanto Ímola e o circuito Enzo e Dino Ferrari ficariam como uma opção para o futuro caso outras provas do calendário caiam.

Se nos últimos meses isso era visto apenas como um rumor, parece que agora a situação chegou a uma fase em que um segundo GP italiano, combinado com Monza, pode se tornar realidade.

A FIA e a Liberty estão com pressa de fechar um calendário, e buscam evitar repetições de corridas em um mesmo local, já que a categoria foi criticada pelas emissoras de TV pela decisão.

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta