Verstappen, Hamilton e Vettel citam Alonso e proporcionam momento hilário em coletiva

Os comentários do espanhol sobre a corrida na Hungria geraram um divertido e interessante debate entre os líderes da prova

Durante a coletiva de imprensa após o GP da Hungria na manhã deste domingo, Lewis Hamilton, Max Verstappen e Sebastian Vettel reagiram com humor à pergunta de um jornalista sobre um possível retorno de Fernando Alonso à Fórmula 1 e a mensagem elogiosa que o espanhol havia acabado de publicar nas redes sociais.

O bicampeão elogiou o desempenho de Verstappen e de Hamilton na corrida e agradeceu aos dois pelo espetáculo que proporcionaram. O jornalista contou aos pilotos sobre a publicação de Alonso e perguntou se eles gostariam de vê-lo de volta à F1.

Hamilton foi o primeiro a responder: “Bem, primeiramente, é muito bacana que ele tenha elogiado. Eu estava assistindo corridas dos anos anteriores, vi algumas dele da época de Renault e me lembro que, antes de eu entrar na Fórmula 1, eu assistia maravilhado”.

O britânico continuou: “Eu não sei quão velho Fernando está agora, mas ele sempre será um excelente piloto. Se ele conseguir uma boa vaga, será sempre bem-vindo de volta para lutar com a gente. Não faz muita diferença para mim, porque estou aqui para lutar com quem quer que seja”.

Verstappen adotou uma postura diferente: “Sim, gostaria de tê-lo de volta, eu acho uma pena que eu nunca tenha tido a oportunidade de lutar com ele na F1, então sim…”

Hamilton interrompeu o holandês para fazer uma provocação: “Ele poderia ser um bom companheiro de equipe para você”.

O holandês não caiu na armadilha e devolveu: “Fernando? Bem, você tem experiência com isso, eu não sei. Então…”

Foi quando Vettel interveio, mudando o foco da conversa: “Ele poderia ser seu pai!”

O piloto da Red Bull entrou na onda: “Sim! Eu sei. Seria como um pai jovem. Quão velho ele é? 36? 38! Ok, bem, com 17 é possível ser pai”.

O alemão brincou: “Falando por experiência própria?”

Verstappen continuou no clima de brincadeira: “Eu não sei. Não que eu saiba!”

Hamilton voltou a participar, mudando mais uma vez o foco: “Qual sua idade?”

Verstappen respondeu de imediato: “Tenho 21. Muitos anos”

O pentacampeão brincou com a diferença de idade: “Jesus! Eu gosto dessas entrevistas, porque assim eu não sou o mais velho da sala!”

Verstappen jogou pimenta perguntando a idade de Hamilton: “34?”

E o britânico lamentou em tom de humor: “Estou com 34, beirando os 35.”

Vettel, sempre provocativo, fez mais uma mudança de trajetória: “Eu vou te dizer, o dia em que nós formos batidos por alguém que nasceu no ano 2000 ou depois, vamos saber que acabou nosso tempo…”

O holandês cortou a frase do piloto da Ferrari: “Eu não sou tão jovem!”

Percebendo que a conversa havia tomado um rumo diferente, o jornalista voltou a colocar Alonso no centro da discussão, perguntando a Vettel o que ele achava do espanhol e se gostaria de vê-lo na F1 novamente.

Vettel respondeu em tom de brincadeira, mas deixou sua mensagem: “Eu não ligo. Não sei por que… mas acho que ele nunca gostou muito de mim. Não sei se nós realmente tivemos uma…”

O alemão mudou o rumo da própria fala e continuou:  “Eu não me importo. Respeito Alonso por tudo que conquistou e pelo que pode fazer na pista. Acho que ele deve estar entediado se está com tempo para escrever essas coisas. Então, sobre trazê-lo de volta, eu não me importo.”

Verstappen voltou a brincar, mas, em seguida, reassumiu a postura elogiosa ao espanhol: “Talvez possa voltar como um gestor de redes sociais. Comigo, ele sempre foi muito bacana. Eu acho legal que ele esteja procurando outras oportunidades para correr agora. Ele ama pilotar e quer vencer, ser competitivo. É bacana ver isso”.

Hamilton entrou no clima de Verstappen e também valorizou o ex-rival: “O esporte precisa dos melhores pilotos nos melhores carros. Tem uma vaga por aí que é boa o suficiente para vencer e ele é bom nisso, então não seria nada mal”.

O holandês então voltou a provocar Hamilton: “Talvez ele possa falar com seu chefe! (Toto Wolff, da Mercedes)”.

O britânico desconversou e valorizou o companheiro que tem. Na sequência mandou uma indireta sobre Pierre Gasly: “Valtteri é fantástico, ele tem vencido. Eu diria que quem tem uma vaga aberta ao lado é você”.

Verstappen evitou se complicar: “Eu não quis dizer isso”.

Vettel voltou a provocar: “Não tenho certeza…”

Fonte Motorsport

Patrocinador:

Deixe uma Resposta