Leclerc e Vettel testam em Mugello após paralisação por Covid-19

Após três meses de paralisação por Covid-19, Ferrari retoma atividades em pista levando o SF71H, de 2018, para testes em Mugello. Após o passeio de Leclerc pelas ruas de Maranello semana passada, a Ferrari reiniciou oficialmente as atividades em pista. Os testes serão uma preparação e readaptação dos pilotos aos carros para a prova na Áustria.

Coube a Sebastian Vettel abrir os trabalhos na pista italiana.

Mesmo após Vettel anunciar sua saída da Ferrari no final desta temporada, o clima dentro da equipe se mantém o mesmo de sempre, descontraído.

O SF71-H, carro utilizado na temporada de 2018, foi à pista pela primeira vez às 9h30, (4h30, horário de Brasília) para uma volta de instalação. Só para checar que tudo estava pronto para iniciar o dia de testes, que tem como objetivo readaptar os pilotos, que não andavam com o carro desde o último dia da pré-temporada em Barcelona, no final de fevereiro. A Ferrari irá aproveitar os testes para testar os novos protocolos de segurança contra a Covid-19.

Com o teste desta terça, a Scuderia se tornou a primeira equipe a se unir oficialmente à iniciativa #CorremosComoUmSó, divulgada pela FIA ontem. O símbolo do movimento está visível nos braços da suspensão dianteira.

A Ferrari tem um segundo dia de filmagens disponível, mas preferiu guardar para outro momento, quando o SF1000 estiver em uso definitivo. Estima-se provavelmente que essa data de gravações será usada antes de Monza, em preparação para o GP da Itália ou uma possível corrida em Mugello, que pode receber a nona etapa de 2020, que seria também o 1000º GP da Ferrari.

Patrocinador:

Deixe uma Resposta